terça-feira, 11 de março de 2014

O manifesto e a realidade



3 comentários:

taawaciclos disse...

Tendo em conta que a DDE (a 31JAN14) representa 0,289% da divida mundial, que ultrapassou os $100 triliões (dados do BIS) não me parece que reestruturar a mesma seja um mal destruidor do sistema financeiro!

Evidente que como temos a mania que somos chicos espertos, os bancos privados das Famílias donas de portroikal fartaram-se de comprar dívida tuga (juros destes não são de deitar fora!), inclusive os fundos de gestão do guito da segurança social e similares! Pelo que a reestruturação não é levada para a frente também, mas não só, porque afectaria em muito as Famílias Donas dos Bancos Privados! Caiam na lista da Forbes a pique! E isto é inaceitável...

Já não basta a notícia que a banca privada tuga reduz os empréstimos às empresas "Empréstimos da banca às empresas caem 13,5% em Janeiro face ao mês anterior - BdP", ainda vêm com esta treta de perdoar divida! Só podem estar loucos... Estes tugas!

PAGAM E NÃO BUFAM!

Que falta faz um programa tipo QE na Europa para limpar o lixo dos balanços da banca privada, e despejá-lo nos quintais dos tuginhas e restantes otários!

Anónimo disse...

quer dizer que so os ricos e que tem dinheiro nos bancos, os reformados que tanto defende nos cortes nao tem direito a ter poupanças nos bancos...restruturar nao implica perdas so para os bancos para ops depositantes também....ha ja paciencia para compreender o que diz

taawaciclos disse...

@anónimo...

Explica lá como se eu fosse uma criança de 10 anos(espero que não sejas padre) essa exclamação "estruturar nao implica perdas so para os bancos para ops depositantes também"... Aguardo pacientemente!