domingo, 15 de abril de 2018

O Eixo do Mal



5 comentários:

João José Horta Nobre disse...

Curto e grosso: O ataque químico do passado dia 7 de Abril na Síria foi clara, nítida e comprovadamente uma operação de bandeira falsa, levada a cabo pelos "rebeldes" que recebem apoio da coligação internacional anti-Assad e estão em conluio com os White Helmets financiados por George Soros. Os White Helmets já foram apanhados anteriormente a falsificar ataques contra civis, de forma a incriminar o regime de Bashar al-Assad, portanto julgo que está tudo dito sobre a credibilidade deste organização "humanitária" que serve única e exclusivamente para servir os interesses sionistas na Síria e fazer propaganda anti-Assad.

Trump não passa de uma mera marioneta nas mãos dos judeus sionistas que o cercam e querem destruir a todo o custo. A matilha de cães pró-Israel que controla a Casa Branca, tem como objectivo não apenas a destruição da Síria, mas também do Irão e acima de tudo da Rússia, País este que a judiaria internacional odeia visceralmente e intenta há mais de um século destruir.

O Império Anglo-Sionista está completamente fora de controlo e isto fica patente na errática e potencialmente desastrosa política externa que está a ser prosseguida pelo mesmo. Como disse o Major-General Evgeny Buzhinsky há poucos dias, estamo-nos a aproximar perigosamente "da última guerra na história da Humanidade..."

Mais aqui:

https://historiamaximus.blogspot.pt/2018/04/o-ataque-quimico-do-passado-dia-7-de.html

Anónimo disse...

A citação não é de Orwell. É do filme '1984'.
Mas a imagem sobrepõe-se ao pormenor que cito.
Obrigado

Euro2cent disse...

A república americana foi deliberadamente constituida como uma versão revista e ampliada da romana. Com estrondoso sucesso, diga-se de passagem, em menos de três séculos bateram largamente aquilo que os romanos fizeram em cinco ou seis.

E os romanos também tinham um costume - fechar as portas do templo de Janus quando estavam em paz. Era muito raro, vá-se lá saber porquê havia sempre um 'casus belli' atrás de outro, e depois lá tinha que se mandar um consular (senador que já tinha sido consul) governar outra província.

(Uma canseira tramada. Também reviram essa parte.)

João José Horta Nobre disse...

«A república americana foi deliberadamente constituida como uma versão revista e ampliada da romana.»

Do ponto de vista estético, sim, basta andar por Washington D.C. para se ver como muita da arquitectura é de estilo neoclássico. No entanto, do ponto de vista do conteúdo, que é o que verdadeiramente interessa, a republica ianque foi fundada por maçons, ao passo que o espírito romano, de base pagã, nada tinha a ver com os ideais da Maçonaria que se inspirou nos clássicos, mas perverteu o espírito dos mesmos.

João José Horta Nobre disse...

«Com estrondoso sucesso, diga-se de passagem, em menos de três séculos bateram largamente aquilo que os romanos fizeram em cinco ou seis.»

Caro Euro2cent, convenhamos que a tecnologia que os americanos tiveram ao seu dispor, em nada se compara com a tecnologia dos romanos que nem sequer tinham ao seu dispor caminhos de ferro...