domingo, 6 de julho de 2014

A realidade cubana:

Para quem acha Cuba o máximo e considera Fidel Castro um "defensor da liberdade", vale a pena ler isso...

A realidade cubana:

É Proibido:

1) Mudar de emprego sem permissão do governo.

2) Mudar de casa: as permutas podem ser realizadas se aprovadas e após os interessados se submeterem a dezenas de regulamentos.

3) Publicar seja o que for sem permissão do governo.

4) Possuir um PC, fax, ou antena parabólica.

5) O acesso a Internet, severamente controlado e vigiado pela segurança do Estado. Apenas 1,7% da população tem acesso a Internet.

6) Ler livros, revistas ou jornais, com exceção dos aprovados e publicados pelo governo. Não existe Imprensa independente. Ler “1984” ou “A Revolução dos Bichos”, de Orwell, é considerado tão subversivo quanto ter um exemplar da revista Sputnik ou Novidades de Moscou, editadas durante a Perestroika, na antiga URSS.

7) Receber publicações do exterior, ou levadas por visitantes (passível de detenção segundo a Lei 88).

8) Comunicar-se livremente com jornalistas estrangeiros.

9) Frequentar hotéis, restaurantes, praias, spas e demais complexos para turistas, onde cubanos não podem entrar.

10) Aceitar presentes ou doações de visitantes estrangeiros.

11) Procurar emprego em companhias estrangeiras estabelecidas na ilha sem aprovação antecipada do governo.

12) Possuir negócios próprios (propriedade privada). Apesar de alguns negócios de pequena monta terem obtido a aprovação do governo, são submetidos a impostos e regulamentações asfixiantes.

13) Ganhar mais do que o salário estabelecido pelo governo para todos os empregos: 7-12 dólares por mês para a maioria dos trabalhos; 15-20 dólares ao mês para profissionais como médicos e funcionários do governo.

14) Vender qualquer objeto pessoal, serviços, produtos alimentícios preparados em casa ou artesanato caseiro, sem a aprovação do governo.

15) Pescar no litoral ou em um barco, sem permissão do governo.

16) Organizar equipas desportivas, actividades e actuações artísticas sem permissão do governo.

17) Receber prémio em dinheiro ou tentar actuar no estrangeiro.

18) Escolher um médico ou um hospital. Quem escolhe isso é o governo.

19) Buscar ajuda médica fora de Cuba.

20) Contratar um advogado, a não ser que se obtenha a aprovação do governo.

21) Negar-se a participar de manifestações ou demonstrações em massa organizadas pelo Partido Comunista. Negar implica em ser caracterizado como inimigo do regime.

22) Negar-se a participar em trabalho 'voluntário' com adultos e crianças.

23) Negar-se a votar nas eleições com partido único e candidatos nomeados pelo governo... (Fidel Castro não é eleito em voto direto. Seu nome nunca aparece nos boletins.

24) Transportar produtos alimentícios para consumo pessoal ou familiar de uma província a outra. As maletas dos viajantes podem ser revistadas a qualquer momento em comboios, autocarros, carros particulares, bicicletas ou qualquer outro meio de transporte. Os produtos são confiscados e os portadores processados judicialmente pelo delito.

25) Matar uma vaca. Os camponeses que ousarem matar uma rês, mesmo que de sua propriedade, para consumo da família, e muito menos para vender, cometem um delito cuja pena é de 5 anos de detenção.

26) Comprar ou vender imóveis e terrenos. Só é permitida a permuta, e isso depois de seguir inúmeras regulamentações. Apesar de menos de 6% das terras agricultáveis ainda permanecerem em mãos de camponeses, pois a grande maioria foi expropriada na primeira década após a revolução.

27) Importar frigoríficos, condicionadores de ar, fogões, fornos, microondas, ferros de passar, aquecedores de água, frigideiras e torradeiras,...

28) Regressar para viver no país depois de ter emigrado. Quem decide voltar à ilha para rever seus parentes necessita de um visto de permissão que custa 450 dólares, mesmo que tenha passaporte estrangeiro. Se o visto for rejeitado, o dinheiro não é devolvido.

29) Escolher livremente a carreira que deseja seguir. O processo de selecção para as universidades leva em conta factores ideológicos e as “necessidades da revolução” naquele momento.

30) Convidar um estrangeiro para passar uma noite em sua casa. Se os vigilantes CDR (Comitês de Defesa da Revolução, quer dizer, espiões de vizinhos) denunciam que um estrangeiro esta pernoitando na casa de um cubano, as investigações iniciadas terminarão em multa ou, em caso de reincidência, na expropriação da casa.

31) Comprar leite para crianças maiores de sete anos.


Ia esquecendo, a prostituição esta liberada!

E PARECE QUE AINDA É PERMITIDO RESPIRAR!
com moderação é claro...
Compartilhe, seus amigos precisam conhecer como é o comunismo!
VOCÊ É DE ESQUERDA MESMO?
ENTÃO EU QUERO CRER QUE VOCÊ ESTÁ  CONSCIENTE DISTO AQUI...

A realidade cubana:
É Proibido:
1) Mudar de emprego sem permissão do governo.
2) Mudar de casa: as permutas podem ser realizadas se aprovadas e após os interessados se submeterem a dezenas de regulamentos.
3) Publicar seja o que for sem permissão do governo.
4) Possuir um PC, fax, ou antena parabólica.
5) O acesso a Internet, severamente controlado e vigiado pela segurança do Estado. Apenas 1,7% da população tem acesso a Internet.
6) Ler livros, revistas ou jornais, com exceção dos aprovados e publicados pelo governo. Não existe Imprensa independente. Ler “1984” ou “A Revolução dos Bichos”, de Orwell, é considerado tão subversivo quanto ter um exemplar da revista Sputnik ou Novidades de Moscou, editadas durante a Perestroika, na antiga URSS.
7) Receber publicações do exterior, ou levadas por visitantes (passível de detenção segundo a Lei 88).
8) Comunicar-se livremente com jornalistas estrangeiros.
9) Frequentar hotéis, restaurantes, praias, spas e demais complexos para turistas, onde cubanos não podem entrar.
10) Aceitar presentes ou doações de visitantes estrangeiros.
11) Procurar emprego em companhias estrangeiras estabelecidas na ilha sem aprovação antecipada do governo.
12) Possuir negócios próprios (propriedade privada). Apesar de alguns negócios de pequena monta terem obtido a aprovação do governo, são submetidos a impostos e regulamentações asfixiantes.
13) Ganhar mais do que o salário estabelecido pelo governo para todos os empregos: 7-12 dólares por mês para a maioria dos trabalhos; 15-20 dólares ao mês para profissionais como médicos e funcionários do governo.
14) Vender qualquer objeto pessoal, serviços, produtos alimentícios preparados em casa ou artesanato caseiro, sem a aprovação do governo.
15) Pescar no litoral ou em um bote, sem permissão do governo.
16) Organizar times desportivos, atividades de esporte e atuações artísticas sem permissão do governo.
17) Receber prêmio em dinheiro ou tentar atuar no estrangeiro.
18) Escolher um médico ou um hospital. Quem escolhe isso é o governo.
19) Buscar ajuda médica fora de Cuba.
20) Contratar um advogado, a não ser que se obtenha a aprovação do governo.
21) Negar-se a participar de manifestações ou demonstrações em massa organizadas pelo Partido Comunista. Negar implica em ser caracterizado como inimigo do regime
22) Negar-se a participar em trabalho 'voluntário' com adultos e crianças.
23) Negar-se a votar nas eleições com partido único e candidatos nomeados pelo governo... (Fidel Castro não é eleito em voto direto. Seu nome nunca aparece nas cédulas).
24) Transportar produtos alimentícios para consumo pessoal ou familiar de uma província a outra. As maletas dos viajantes podem ser revistadas a qualquer momento em trens, ônibus, carros particulares, bicicletas ou qualquer outro meio de transporte. Os produtos são confiscados e os portadores processados judicialmente pelo delito.
25) Matar uma vaca. Os camponeses que ousarem matar uma rês, mesmo que de sua propriedade, para consumo da família, e muito menos para vender, cometem um delito cuja pena é de 5 anos de detenção.
26) Comprar ou vender imóveis e terrenos. Só é permitida a permuta, e isso depois de seguir inúmeras regulamentações. Apesar de menos de 6% das terras agricultáveis ainda permanecerem em mãos de camponeses, pois a grande maioria foi expropriada na primeira década após a revolução.
27) Importar freezer, condicionadores de ar, fogões, fornos, microondas, ferros de passar, aquecedores de água, duchas, frigideiras e torradeiras.
28) Regressar para viver no país depois de ter emigrado. Quem decide voltar à ilha para rever seus parentes necessita de um visto de permissão que custa 450 dólares, mesmo que tenha passaporte estrangeiro. Se o visto for rejeitado, o dinheiro não é devolvido.
29) Escolher livremente a carreira que deseja seguir. O processo de seleção para as universidades leva em conta fatores ideológicos e as “necessidades da revolução” naquele momento.
30) Convidar um estrangeiro para passar uma noite em sua casa. Se os vigilantes CDR (Comitês de Defesa da Revolução, quer dizer, espiões de vizinhos) denunciam que um estrangeiro esta pernoitando na casa de um cubano, as investigações iniciadas terminarão em multa ou, em caso de reincidência, na expropriação da casa.
31) Comprar leite para crianças maiores de sete anos.

Ia esquecendo, a prostituição esta liberada !!!

PARECE QUE AINDA É PERMITIDO RESPIRAR!
 com moderação é claro...
Compartilhe, seus amigos precisam conhecer como é o comunismo !!

3 comentários:

Anónimo disse...

Obviamente que o regime cubano não se recomenda.
Mas é por textos como este e pelo facto de Fidel ser o único ditador pobre que o mesmo tem tantos admiradores.

O texto é um disparate, próprio de quem diz que viu o amigo ver e contou-me a mim e a outro amigo e coisa e tal.

Um pacote TI para Varadero é barato, a praia é boa e com uma ida lá já se pode falar mal mas com alguma verdade.

Sérgio disse...

Quanto a Fidel ser o único ditador pobre, tenho sérias dúvidas, há quem afirme o contrário:
http://historiamaximus.blogspot.pt/2014/05/fidel-castro-tinha-uma-vida-de-rei.html

Para meu espanto há também quem defenda que Cuba foi "uma especie de comunismo que deu certo" isto porque o WWF veio dizer que Cuba é o país mais sustentável do mundo!
http://www.vidasustentavel.net/sustentabilidade/cuba-lugar-sustentavel-mundo/

Deve ser por isso que a esquerda em geral nos quer transformar numa Cuba, deve ser para sermos "sustentáveis" também...

taawaciclos disse...

Lá estão vocês preocupados com os outros!

Para quê dar exemplos estrangeiros com fotografias lá de fora se cá dentro a beleza é a mesma!"

Resta saber o que sugerem para cá! Visto que já tivemos de tudo: Monarquia e República com as várias variantes... E a MERDA continua sempre a emitir o mesmo ODOR, que pelos visto a MANADA Tuga ADORA!

Que sonolência!