quarta-feira, 2 de abril de 2014

Uma aula de história económica


5 comentários:

Sérgio disse...

Se da aula resultasse um exame, pelo menos 74 chumbavam e mais de 30 mil tinham de ir a oral (assinantes da petição relativa ao manifesto).
Penso que mostra bem o grau de iliteracia económica do país e o mais preocupante, das elites!

vazelios disse...

ahaha Sergio

Excelente explicação, um alivio vê-lo na TV!

Adorava ver o Vitor Bento frente a Pedro Adão e Silva, Pedro Lains, João PPP Cravinho e o Louçã (Os 4 ao mesmo tempo, a berrar!)

taawaciclos disse...

Santa inocência!

Do gráfico visionado aos +- 5 min podemos concluir que os tais "Amigos" (segundo o calvo), estão é mais associados ao aumento dos custos da dívida relativamente ao PIB!
Vieram-nos ajudar em 1977 e pimba! Lá vão as barras a subir!
Voltaram em 1983 e... SURPRESA! Lá vão as barras a subir até ao pico!
Os bacanos regressam cá para nos "AJUDAR" e zás... Lá vão elas outra vez...

Pena que o ESTADO não cobra imposto sobre a inocência! Estavam todos tesos!

Anónimo disse...

TAAWACICLOS - SE O QUE ESCREVE NAO FOSSE PARA RIR ESTAVAMOS TODOS A CHORAR...LO0OL

taawaciclos disse...

Este Anónimo ainda está pior que o que parece!

bateu forte foi?

Deixa lá que os nossos Amigos do FMI vão fazer um grande churrasco ali para os lados de Belém e no final podes ir às traseiras pedir os restos.

Se o teu limitado cérebro não dá para mais que não seja escrever sempre "NAO FOSSE PARA RIR", mas vale optar pela transformação noutra forma de energia! Assim és um desperdício!

Se por acaso cósmico essa células conseguirem emitir algo que não seja relacionado com o riso... tenta expor! Quem sabe se no final não tens até mais jeito que eu para fazer o tuga RIR!